Woman Looking at Reflection

O que devo mudar primeiro?

Você já se fez esta pergunta alguma vez?

Eu já, e em muitos momentos da minha vida não obtive resposta para ela. E de uma certa forma, não conseguir responder a este questionamento me trazia uma certa angústia. Vou explicar os motivos dos meus conflitos internos e assim, quem sabe neste primeiro encontro,  já criamos uma identificação.

Somos desafiadas constantemente a cuidar bem de nós mesmas. Devemos ter uma boa maquiagem e ela deve combinar com o nosso tom de pele; nossas roupas devem mostrar elegância e nosso andar deve ser refinado. Enfim, somos uma linda mulher por fora, mas só Deus sabe como está nosso interior. O que mais queremos e precisamos é de alguém com quem possamos conversar, alguém que nos ouça… que nos ouça?

Como expressar os sofrimentos da alma?

Como explicar sentimentos que nos acompanham há tanto tempo e que, para aqueles que convivem conosco, não fazem o menor sentido?

Realmente é muito difícil entender como uma mulher pode aparentemente ter “TUDO”e não conseguir obter sucesso nas áreas da vida nas quais mais necessita se sentir plena. Infelizmente, essa é a dura realidade de muitas de nós, é verdade, e eu me incluo neste percentual. Até bem pouco tempo esse era meu sentimento, e por que não dizer:  um fantasma que me assombrava, um monstro que me aterrorizava?

Pensava que a minha preocupação era com a cor, penteado ou corte de cabelo que me caiam bem. Porém, o que mais me incomodava era a bagagem que trazia em minha alma e que me custou muito para carregá-la.

E de onde vem este turbilhão de sentimentos? Na maioria dos casos, tudo começa com apenas uma palavra vinda de alguém bem próximo e que nos faz repensar tudo sobre nós mesmas. E, com o passar dos anos, essas palavras e comentários vão se acumulando e formando o conteúdo desta bagagem, que se torna cada vez mais pesada. E aí é que entra a grande questão: Como uma pessoa pode se livrar de uma carga tão grande que parece fazer parte da nossa vida?

Antes de tudo devemos entender que nem todo pensamento contido nesta bagagem é verdadeiro. Na maioria dos casos, eles são 100% falsos. Na verdade, os pensamentos raramente são analisados antes de se tornarem palavras. Comentários nascidos de um impulso repentino, de discussões infundadas é que são normalmente os mais prejudiciais. E por isso mesmo, não merecem ser levados adiante! Não merecem ser recebidos ou creditados em nossa alma para sempre… No entanto, isso é o que mais se faz!

Talvez o que guardamos dentro de nós não seja uma palavra que alguém disse, mas uma convicção que surgiu de uma conclusão errada. Por exemplo, há muitas mulheres que sentem que nunca chegarão a lugar algum na vida. E por quê? Pelo simples fato de ter um pensamento negativo sobre si mesma e este pensamento pode ser um companheiro de muitos anos de caminhada na estrada da vida.

Pode ter ocorrido por uma reprovação no ano letivo e esta reprovação ser o final do túnel. Ou pelo fato de um dia ao acordar, se olhar no espelho e não se achar parecida com o protótipo de beleza imposto pela sociedade, tornando-se convicta de que verdadeiramente não é bonita ou interessante o bastante.

Minha amiga leitora e de vida, não importa como você encheu sua mochila, quando você começou a enchê-la ou por que ela passou a existir. O fato é que ainda é uma mochila, e pesada para você carregar. Além do mais, boa parte do que contém nela é desnecessário. E o pior de tudo: você nunca irá longe como todo esse peso! Você tem que aliviar a carga, pois quanto mais cedo você esvaziar esta mochila, mais cedo poderá se tornar a mulher livre que sempre quis ser: cheia de potencial e capaz de realizar atos extraordinários pelo simples fato de acreditar que PODE!

A vida é muito complicada para que carreguemos bagagem extra!

Viva com pouquíssima bagagem minha amiga, e seja uma linda mulher por dentro e por fora.

E assim, estará pronta para o início de uma nova relação: a de você com você mesma.

Dica da Meg: RESGATE A SUA IDENTIDADE!

#Euacreditoemvocê

Seja Livre!

“Porque as coisas não mudam, nós é que mudamos.”

 

 

About The Author

Meg Veiga

Formada em Fisioterapia pela Universidade Castelo Branco e Propaganda e Marketing pela UNESA, no Rio de Janeiro. Especialista no desenvolvimento do potencial humano, sócia-diretora da empresa Newhosp Consultoria e Informática, que comercializa software para área médica, atuando na área de engenharia de vendas. CEO da Bright Consultoria Empresarial, atuando como palestrante, dando consultoria organizacional e treinamentos. Idealizadora do canal Salto mais Alto, que tem por objetivo ajudar as mulheres a desenvolverem o máximo do seu potencial sendo ele pessoal ou profissional. Contatos: 21-96430-1317 megveiga@saltomaisalto.com.br Acesse: facebook.com/saltomaisalto.com.br